A falácia: Mouton Cadet

20120113-095108.jpg

Fonte: wine.com.br

Compartilho um clube de vinhos da wine.com.br, que consiste numa “associação” para recebimento mensal de 2, 4 ou 6 garrafas. Sempre dois rótulos diferentes em cada mês. Acho a idéia bacana para aqueles que querem se familiarizar com a bebida pois cada garrafa sai entre R$ 40 e R$ 50 sendo que todo mês você recebe dois rótulos diferentes pra degustar. Tudo bem que rolam aquelas mega negociações, às vezes de coisas não tão boas, mas no geral a experiência tem sido bem positiva no sentido de ter acesso a bons vinhos, vinhos corretos, a um preço justo.

O meu grande problema foi o clube deste mês de janeiro. Olha, nada contra a Wine mas tudo contra esses rótulos Mouton Cadet. Esses rótulos estão infestados por todo lugar sendo vendidos como “segundo vinho” (imaginem mil aspas) da MoutonRothschild. Não se trata de um segundo vinho, trata-se de um vinho totalmente comercial do grupo do grande chateau de bordeaux, elaborado (por terceiros) com uvas de qualquer vinhedo da região, e somente mesclados e engarrafados pelo grupo. Não entendo porque cargas d’água se criou essa lenda de que ele seria um segundo vinho da MoutonRothschild

A gigantesca MoutonRothschild tem assumido esse caráter bastante comercial, e entendam não sou contra, mas para isso tem carregado mais em ~marketing de ilusão~ do que nos vinhos em si. Colocando garrafas a rodo no mercado e até (vou ser purista agora) desmerecendo a história vinícola da marca. Esses Mouton Cadet do clube são agora “Reserve” e fazem referência às regiões de Bordeaux: Graves e Medoc. Oi?

Não dá pra levar muito a sério rótulos que parecem duvidar da inteligência do consumidor ao dar tanta importância ao label, utilizando-se nao só do peso do nome Baron Philippe de Rothschild como também das regiões de bordeaux, obviamente tentando conferir à garrafa um caráter de vinho TOP de bordeaux quando na verdade trata-se de um bordeaux genérico, desses montes que se produz na Franca, e que são vendidos em supermercados por 5 euros.

Compra quem quer. Mas acredito que bons produtos não necessitam de marketing apelativo. E ao levar em conta o quanto se tem investido em marketing para infestar os lugares com esses rótulos Mouton Cadet, tenho certeza que faremos muito melhor escolhendo rótulos do “novo mundo” neste mesmo patamar de preço. Muito provavelmente serão vinhos BEM superiores.

Mas enfim. Como estes Mouton Cadet já estão pagos, em breve deverão aparecer as avaliações no blog. Ou não…

3 ideias sobre “A falácia: Mouton Cadet

  1. Concordo totalmente! Também participo desse clube e essas garrafas foram uma grande decepção. Já havia provado outra vez um rótulo que não era “Reserve” e tive a mesma reação. Ótimo post para informar os desavisados que acham que basta ser Bordeaux ou basta ser Rothschild…

  2. Pingback: O “pulo do gato” de Robert Parker e sua “parkerização” | IN VINO VERITAS!

Comentários encerrados.